Teste 2

este 2

Albert Einstein dizia que se uma pessoa continuar fazendo a mesma coisa, ela vai continuar obtendo o mesmo resultado. Com todo respeito a Einstein, ninguém precisa ser gênio para saber que se não fizer alguma coisa diferente não vai conseguir um resultado diferente.

Tenho 15 anos no jornalismo agropecuário e há uns quatro anos comecei a trabalhar com afinco nas áreas de educação e capacitação no setor. Durante esse tempo, pude perceber que os profissionais que optam por estudar são sempre os mesmos, ou seja, eles recebem o conteúdo gratuito, pagam para fazer o curso avançado e, veja só, quando surge um novo workshop gratuito, lá estão eles novamente se inscrevendo. Resumindo: são profissionais que buscam um contínuo aprimoramento.

E você sabe o que se tornam essas pessoas vorazes por conhecimento? Tornam-se profissionais DIFERENCIADOS. É isso mesmo: com letra maiúscula. E o que acontece com os diferentes no mercado? Os diferentes têm resultados positivos, eles crescem exponencialmente, porque não se igualam àqueles que só reclamam e não movem uma palha sequer para tentar algo novo. Pelo contrário, culpam a crise, o governo ou o vizinho.

Continuar no buraco que você vive, é opção. Se passar por vítima é uma opção mais feia ainda. Ao menos, seja honesto ou honesta para admitir que o resultado que você não tem, repito, é fruto daquilo que você não faz, que você não conhece, da competência que lhe falta e da falta de ação para se dispor a adquirir tal competência.

Ah, já ia me esquecendo das infindáveis desculpas… Não tem tempo, né? Mas tem tempo a perder fazendo a coisa errada? Ou então não tem dinheiro para se capacitar, mas não se dá conta de que perde muito mais dinheiro fazendo, mais uma vez, a coisa errada em vez de buscar pelo conhecimento certo.

Ficar indignado ou indignada com esse artigo é assinar o recibo de que você realmente culpa o mundo por tudo de ruim que lhe acomete, porque é mais fácil achar um culpado do que olhar para o espelho e aceitar que nada muda porque você não muda. E de que ninguém tem obrigação de fazer por você o que você deve e pode fazer por você mesmo.  Aliás, se nem você se esforça para investir no seu crescimento, porque outra pessoa teria que fazer isso?

Em suma: ter resultado, não é carma ou sorte. É opção. Se você está no buraco hoje, foi você que se colocou nele e só você vai poder sair dele. A escolha está em suas mãos!!!

Lilian Dias é jornalista especializada em agronegócio, possui MBA Executivo pela ESPM, com foco em habilidades de gestão de pessoas e práticas de liderança, e é autora do e-book “Os Pilares do Agronegócio”. Workshops onlines e gratuitos pelo link: https://www.liliandias.com.br/treinamentos . Instagram: @jornalistalilian – E-mail: contato@liliandias.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *